21 de janeiro de 2014

2014, ano do quê?

Como caminhos antes percorridos podem agora ter ares tão diferentes? Como vozes podem soar em outro tom? Alguém bem me disse uma vez que o aeroporto da volta nunca é o mesmo que o da partida. E eu quero tanto pegar esse voo...

É com um misto de nostalgia, sensação de dever cumprido e receio da incerteza que eu me lanço em 2014. E aproveito para agradecer a todos que estiveram comigo no ano que se foi me ensinando um pouco do tanto que sabem, me dando coragem e confiança para que as novas empreitadas dessem pé, me aconselhando nas encruzilhadas e comemorando com esta foca as suas conquistas.

video


Para quem ainda não se acostumou com a expressão, "foca" é como chamam os recém formados em jornalismo, os bebês das redações - ganhei até o carinhoso apelido de Baby Seal, "foquinha" em inglês. Resolvi brincar de neologismo e criei as tais das foquices, peripécias de nós focas nesta jornada de descobertas.

Obrigada, então, aos amigos, familiares e coleguinhas que, sim, riram das minhas foquices, mas tiveram a dedicação e a paciência de me pegar pela mão e me mostrar como dar alguns passos pelos tortuosos - e excitantes - caminhos do jornalismo. A cada um de vocês eu retribuo com a minha gratidão sincera e o meu compromisso em honrar tudo o que já me ensinaram e a confiança que depositam em mim.

Aos meus bravos colegas estagiários da Tv Globo, que passaram por uma peneira rigorosa e angustiante para chegar até aquela redação, agradeço pela generosidade em me ensinar cada dia mais e por me ajudarem a enxergar em mim uma postura jornalística que eu até então não enxergava.

Agora finalmente temos um diploma, apesar dos amigos de outras profissões zombarem que ele não vale mais para nada. Mas acalmem-se coleguinhas! Se o próprio Supremo, que derrubou a obrigatoriedade do diploma de jornalismo, só contrata jornalistas diplomados, estamos no páreo!

E se a vida de jornalista recém formado é tão certa quanto a de ministro em véspera de reforma ministerial, só nos resta ter amor pela profissão e pé na tábua!

2013 foi o ano da foca, o que será de 2014? Desejo a você um ano pleno e com gente fina, elegante e sincera - e, claro, que nunca desliga!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem declara agora é você!